mentes criativas

pensar acordado, criar contexto

Regular screen shot 2016 11 12 at 13.05.02

A criatividade não é um dom e sim uma ferramenta do inconsciente que é desenvolvida com consciência. Um cultivo diário de uma opção de vida, do estar presente em um momento e do vagar da mente em outros, da abertura à possibilidades e sensibilidade à pessoas, dos momentos de individualismo e de colaboração, do saber ser sério e brincar quando existir espaço para isso, da intuição e da razão. Uma polarização consciente de estados da mente e do corpo.

Criatividade é curiosidade. Uma constante vontade de saber mais, de aprender e evoluir. Não existe um objetivo final na criação de uma série ou de um projeto, e sim, o constante desenvolvimento de novas ferramentas e conexões. Estas que nos possibilitam construir um significado pessoal e coletivo, a partir das nossas experiências, interesses, lembranças do passado, vontades para o futuro, criação de outras perspectivas e cenários, compreender histórias e refletir sobre o nosso estado mental e emocional. Nosso e dos outros também. Um exercício de compreensão, flexibilização, ativação e desativação de conexões cerebrais.

Criatividade é um hábito. Sonhamos acordados, conversamos apaixonadamente sobre os nossos sonhos e objetivos, buscamos ter a mente aberta para situações e pessoas, cultivamos um intelecto curioso, energético, saudável, persistente e intrinsicamente motivado pelas nossas próprias atividades. Simples assim? Sim, um comportamento, uma atitude, que podemos transformar em ideias concretas. Em trabalho. Em estilo de vida.

Pelo terceiro ano fomos convidados a falar sobre esta nossa rotina criativa aplicada a diferentes projetos e visões de mundo, na semana de Tecnologia e Empreendedorismo da Escola Viva. É sempre uma convivência e troca rica, que acontece com as jovens mentes mais abertas que ali frequentam e estudam. Este ano, entre tantas outras pessoas interessantes, conhecemos o aluno Leonardo. E hoje, o nosso talentoso amigo Leo - que cria, com paixão, composições, imagens, videos e documentários - está lançando um novo projeto sobre estas tais mentes criativas. Da qual tivemos o prazer de não só participar como inaugurar.

Confira e nos conheça um pouco mais, no EPISÓDIO 01 da série Mentes Criativas de Leo Pirondi.

EP 01 da série "mentes criativas" de Leo Pirondi

decodificar a vida

criar contexto, pensar acordado

Regular bigstock from point a to point b 41405269 583x388

multitarefas e distrações. até que ponto você está sendo produtivo?

E então falamos de produtividade, rendimento, alimentação, exercício, disciplina, hábitos sistêmicos e criar contexto. Mas afinal por quê utilizamos o termo “life-hacking” como uma descrição momentânea de parte do que fazemos? Nesta era onde a tecnologia evolui mais depressa do que a nossa evolução pessoal, as máquinas vem tomando conta de diversas atividades e até profissões do nosso dia a dia. Ao mesmo tempo que podem nos ajudar a organizar a vida e até nos dar mais tempo para criar, a conexão e acessibilidade excessivas vem sendo um grande fator para grandes distrações e aparentes quedas nos níveis de foco. Uma mensagem, um email, anúncio, newsletter, uma curtida em uma foto aqui ou ali, um aviso do calendário, sua avó te ligando para contar que viu você na timeline do facebook. Tudo pula ali na sua tela, desvia o seu olhar e tira a sua atenção por milésimos de segundo, que vão se acumulando e viram horas, dias e semanas de perda de energia ao final de um ano. A vida pessoal invade o café da manhã, almoço, jantar e pausas do café. O trabalho invade encontros, madrugadas e finais de semana. E muitos estão perdendo o controle. As vidas se invadem e não necessariamente para o bem.

Nós seriamos candidatos perfeitos para que isto acontecesse com ainda mais intensidade. Ter as próprias empresas quer dizer literalmente mesclar a vida pessoal e profissional. O que por um lado é incrível, pois sem separação temos a aproximação do que muitos realmente sentem como duas vidas. Aquela durante o dia e a outra “após o trabalho”. Para nós não existe a separação, e o nosso esforço tem efeito direto sobre os resultados da empresa, e logo os nossos lucros também. O life-hacking entra justamente nesta invasão e sobreposição de focos de vida, onde surgiram tantos realizadores de multitarefas. Uma tentativa de resolver inúmeras coisas simultaneamente e ao final do dia perceber que a lista de afazeres apenas cresce. Qual é o real rendimento deste tipo de solução para as tarefas? Como conseguir dividir as informações pessoais e profissionais em um mundo interconectado?

O termo “hack” vem literalmente daqueles que frequentemente conseguem obter soluções e efeitos, extrapolando barreiras e limites da era digital, e da normalidade, para acessar diferentes tipos de sistemas. E vamos imaginar que o sistema da vez seja o nosso próprio corpo. Sim, somos um grande sistema composto de milhares de sistemas menores. E se utilizarmos este sistema para nos disciplinar, organizar e treinar para a produtividade, e assim resolver, de forma inteligente, diversos problemas de atenção, foco e rendimento? Pequenas mudanças na organização do dia, podem se tornar soluções para a vida - a nossa vida - “life”.

Um life-hacker é aquele que diariamente decodifica a vida, para se conhecer melhor, quebrar barreiras pessoais e evoluir, se utilizando daquilo que está à sua disposição, seja internamente ou em forma de ferramentas. A nossa filosofia é utilizar o profundo conhecimento de nossas capacidades e esfera de influência, para o progresso pessoal e profissional. Encarado de forma sistêmica - equilibrando os diferentes âmbitos da vida - para alcançar efeitos positivos na produtividade, rendimento, alimentação, exercício, disciplina e hábitos. Se você não tomar as rédeas da sua rotina, que fará isso por você? Nós fazemos isto através de testes e mudanças pessoais no gerenciamento do tempo, acesso aos emails, respostas de mensagens, telefonemas, reuniões, uso da tecnologia, compras produtos, nutrientes e horas de sono. Tudo isto com o objetivo de criarmos o nosso contexto, com significado, fazendo mais, com menos.

(como fazer isto? em breve novos posts com mais sobre cada detalhe que testamos e que passaram a funcionar para nós)

Regular 13717240 496824173846382 122298155310837282 o

vida pessoal e profissional são uma coisa só.

desodorante caseiro de óleo de coco

ser esponja, pensar acordado

Regular desodorante caseiro  leo de coco  8

vivemos em sociedade para vivermos melhor: segurança, conforto e serviços. Contudo, esta formatação traz consigo certos hábitos pré-estabelecidos por uma consciência coletiva que sequer questionamos e raramente mudamos.

reflita um momento sobre os métodos de ensino das escolas, a televisão como entretenimento, o leite de vaca como fonte de nutrientes, o carro como transporte urbano, a privada como assento de banheiros e, ao assunto deste post, o desodorante axilar.

se você é como a maioria dos brasileiros, é super consciente da sua aparência física e limpeza pessoal, e a única preocupação que tem com o seu desodorante diário é a eficácia do antitranspirante e as notas do aroma emanado.

pois você já leu o rótulo do seu desodorante? Metade da composição é impronunciável e os elementos familiares, como o alumínio, já estamos carecas de saber que não fazem nada bem para a nossa saúde, e está constantemente presente em estudos como uma provável causa de câncer.

intrigados com a situação, kalina e eu decidimos pesquisar, testar e avaliar alternativas para os rolinhos e sprays usuais dos mercados. Diante da falta de opções naturais na prateleira, recorremos ao nosso amigo Google. Uma rápida pesquisa aponta todos os malefícos destes produtos que nos venderam como uma coisa boa, e muitas alternativas caseiras simples, mais baratas e quiçá mais eficazes.

e isso já faz mais de um ano. Experimentamos diferentes ingredientes neste meio tempo para comprovar os benefícios, até chegarmos numa mistura satisfatória e acessível, que funciona e faz sentido para nós (ou seja, ingredientes que já temos e utilizamos em outros tipos de receitas no nosso dia a dia):

óleo de coco (4 partes)
bicarbonato de sódio (3 partes)
amido de milho (3 partes)

é so isso mesmo. Mistura e guarda num potinho de vidro ou cerâmica e passa mais ou menos o equivalente a uma colher de café com o dedo em baixo de cada braço. Estamos usando, há muitos meses, sem cheiro de cessê, budum e pizzas de calabresa nas camisetas; sem nenhum olhar torto ou diferença notada pelos amigos e transeuntes.

e lhe asseguramos: funciona e funciona muito melhor - basta você testar as quantidades que funcionam melhor pra você. Caso seja do tipo que transpira mais, adicione um pouco mais de bicarbonato. Se você transpira menos, mais óleo de coco deixa a textura mais leve e sedosa. O mesmo vale para as quantidades na hora de aplicar no seu corpo.

para nós, fica a sensação positiva de nenhum metal pesado caindo direto em nossa corrente sanguínea, nenhum desconforto por secura exagerada nas axilas e uma textura e aroma confortantes de óleo de coco.

viver em sociedade não significa viver cego às tradições. Pelo contrário, temos a possibilidade e o suporte para estudar, testar e aplicar mudanças positivas ao nosso entorno, todos os dias. Tudo que fazemos e consumimos foi um dia criado por alguém. Da mesma forma, temos o poder de fazer diferente e desenhar novas experiências por um cotidiano com mais significado.

Regular desodorante caseiro  leo de coco  1

Regular desodorante caseiro  leo de coco  2

Regular desodorante caseiro  leo de coco  3

Regular desodorante caseiro  leo de coco  4

Regular desodorante caseiro  leo de coco  6

Regular desodorante caseiro  leo de coco  7

posts recentes

illustrations by kaju.ink
piece of cloud by AEROGAMI