leite de amêndoas

ser esponja

Regular 2015 01 25 10.27.11 copy

as amêndoas, o leite e o bagaço

A nossa alimentação em geral é bem balanceada. Produtos sem glúten já se tornaram normais na nossa rotina, desde que descobri uma intolerância há 3 anos atrás. Há algum tempo estamos também diminuindo as doses de lactose. Nunca fui de tomar muito leite, mas gostava de um café com leite logo pela manhã, ou no lanche da tarde, quando batia o cansaço do dia e a lista de tarefas ainda era longa. Alguns anos atrás comecei a trocar o leite desnatado pelo leite de soja, mas que logo me enjoou pelo sabor excessivamente adocicado. O Marcos por outro lado tinha o costume de tomar muito leite quando mais novo. Normalmente no lanche da tarde ele aparecia com uma grande tijela com banana e ninho. Desde que nos mudamos os dois diminuíram drasticamente essas quantidades. O ano passado iniciamos uma pesquisa de qual leite seria o ideal para nós. Muita pesquisa e pouca mão na massa por não parecer uma prioridade, acabamos deixando o tempo passar.
No final do ano passado, um pouco antes de uma viagem para o Hawaí, testamos o nosso primeiro leite de amêndoas. Chegando lá vimos muitas opções de como utilizá-lo. Shakes e smoothies saborosos, nutritivos e naturais. A convivência com as minhas irmãs também abriu o nosso olhar para outras possibilidades. Desde então tornamos isto parte da nossa rotina. Como sobra do leite se tem também o bagaço da amêndoa, que para nós, com um toque de tempero, virou uma pasta para tapioca de todas as manhãs, em substituição de queijos em geral.

Como fazer?

Lave aproximadamente 200gr (um copo) de amêndoas frescas.
Deixe de molho, de um dia para o outro, com água cobrindo. Se não conseguir bater já no dia seguinte, guarde por mais alguns na geladeira.
Escorra a água que ficou de molho. Nós utilizamos a amêndoa toda, mas é possível retirar a película também.
Bata as amêndoas no liquidificador com 3 ou 4 copos de água. A quantidade de água é opcional, pois depende se quer um leite mais espesso ou diluído. O ideal é tentar e escolher a opção que te agrada mais.
Coe utilizando um pano fino, ou uma peneira com pequenos espaços.
Um copo de amêndoas rende aproximadamente 1 Litro de leite.
O leite de amêndoas é gostoso fresco e principalmente batido com frutas como banana, manga ou morango. Ele dura três dias na geladeira.

banana bread

ser esponja

Regular 2015 05 17 11.20.53 copy

banana bread com geléia de figos

O pão de banana, ou mais popularmente conhecido como banana bread, está nos livros de receita da minha família já há algum tempo. Uma receita aqui, outra dali. Quando veio a intolerância ao glúten esquecemos um pouco disso e em uma manhã de sábado tivemos um reencontro com este prato. Um amigo, de origem australiana, chegou na praia com o seu usual “sombrero”. Nas mãos um prato, uma faca e um outro pequeno recipiente. Ele sabia de minha intolerância e logo disse que era sem glúten (com um pouco mais de sotaque) e informou que o banana bread acabara de sair do forno e que deveríamos passar um pouco de manteiga para comer fresco e como os australianos. Seguimos as ordens e foi de fato um delicioso lanchinho após o surfe. O grupo de amigos começou a cobrar este ritual e ele seguiu por alguns outros finais de semana aleatórios.
É curioso que pela internet encontramos diversas receitas para o “banana bread australiano”. Diz-se que ele tem grande importância na alimentação deles e que por isso criaram um dia Nacional do Banana Bread, que é no dia 23 de Fevereiro.
Aquela frase que todos nós ouvíamos quando crianças, que comer bolo quente, que acaba de sair do forno, dá dor de barriga, acho que não se aplica a esse caso. É uma receita fácil e deliciosa, seja com um pouco de manteiga, com um pouco de geléia, ou até mesmo puro. O gostoso mesmo é comer ele fresco e quentinho.

3 bananas maduras
2 ovos
1 xícara de mix de farinha sem glúten
½ xícara de açúcar demerara
½ xícara de nozes moídas (opcional)
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de essência de baunilha
60g de manteiga derretida

Misture a farinha com o fermento. Adicione o restante dos ingredientes secos e continue misturando. Junte e misture delicadamente os ingredientes molhados. Coloque em forma de pão (metal ou silicone) untada, em forno pré-aquecido a 180C.
O tempo que deve ficar no forno pode variar muito entre modelos e marcas, então o ideal é que não se abra o forno nos primeiros 20 minutos, e então verifique de tempos em tempos se ele está pronto. Para aqueles que não conseguem perceber apenas pelo olhar, utilize um palito mais comprido (pode ser daqueles de churrasco mesmo) ou um garfo para ver se ele está assado no meio. O pão estará pronto quando o palito sair seco e sem resíduos.

não contentem-se

pensar acordado

Regular n o contentem se

não contentem-se

Meninas, não contentem-se.

Eu estou cansado de vê-las sofrendo nas mãos de caras errados. E eu, como homem, decidi que era hora de falar. Sempre pensei, desde garoto, que queria ser o melhor que eu pudesse para ser uma boa companhia para seja lá quem fosse a mulher ao meu lado. E eu continuo tentando, todos os dias, ser o melhor que posso ao lado da Kalina. Eu fico enfurecido ao ver meninos que se dizem homens, brincando com os sentimentos de gente grande. Para cada mulher bacana existem dez caras sacanas. Mas acreditem, ainda tenho amigos homens que se preocupam. Poucos, mas existem. Por isso, não contentem-se. Afinal, do que vale uma companhia se ela não lhe serve como de fato, uma companhia? Não contentem-se em andar com apenas um boneco ao seu lado. Não contentem-se em ter alguém que não consegue olhar nos seus olhos e dizer o que sente, verdadeiramente. Não contentem-se com alguém que não tem coragem de lhe puxar para uma dança, em uma festa, ou mesmo na sala de estar. Não contentem-se com aqueles que chegam do trabalho cansados demais para qualquer outra coisa. Você vale bem mais do que um pagamento no final do mês. Não contentem-se com o sujeito que prefere sentar no sofá, tomar uma cerveja e assistir futebol, do que sair para um passeio no parque. Não contentem-se em cozinhar para quem não tem ao menos a decência de pôr a mesa e perguntar como foi o seu dia. O papel do homem num relacionamento, é exatamente o mesmo que o seu papel. Não contentem-se com o desequílibrio. Não contentem-se com uma conversa superficial, sem sentimentos. Até mesmo um cachorro é capaz de mostrar o que sente. Não contentem-se com sequer o menor vestígio ou sinal de superioridade. Nós não fazemos absolutamente nada melhor que vocês - só de formas diferentes. Não contentem-se com aquela história mal contada. Em um relacionamento, não há maior virtude que a transparência. Não, não contentem-se. Vocês já não são, afinal, apenas meninas. Vocês são mulheres, e tem o mundo todo nas suas mãos. Não contentem-se.

posts recentes

illustrations by kaju.ink
piece of cloud by AEROGAMI